sexta-feira, 15 de abril de 2011


Recordar é viver!!!




Quem nasceu no final da década de 70 como eu, provavelmente tem dentro da sua melhor caixinha de memórias coisas da década de 80. Foi em 80 que fomos crianças e em 80 ainda que nos tornamos pré-adolescentes!
Tempo bom em que a única preocupação que tinhamos era ir pra aula, fazer os temas, ir bem nas provas, passar de ano e brincar! Brincar, brincar, brincar!!!

Quem não lembra do pogobol, do macaco Murfy, da borracha perfumada, das coleções de papéis de carta, do boneco Falcon, da caneta 10 cores, dos albuns de figurinhas, da galinha Maggi, dos ioios da Coca-cola, do Balão Mágico, do Atari, do Mini Chicletes, da Menina-Flor, do Esquadrão Classe A, da fofolete....

Os desenhos eram a Lula Lelé, Formiga Atomica, Caverna do Dragão, Pantera Cor de Rosa, Ursinhos Carinhosos, Mr. Magoo, Comandos em Ação, Os Smurfs, He-Man e She-Ra...

Na década de 90 já eramos adolescentes, era o tempo de curtir reunião dançante na casa do vizinho (onde não se consumia litros e litros de cerveja). Uma tarde inteira preparando luzes coloridas e pastilhas que as faziam piscar! Ouvíamos TNT, New Order, The Pech Mode, Kid Abelha... Assistíamos Alf o ETeimoso, Armação Ilimitada, TV Pirata. Usávamos relógio Clock, tenis Redley e os meninos arrasavam no perfume Stylleto enquanto as meninas no Tati de O Boticário.

Sabe pq somos tão saudosos desse tempo? Pq eram tempos em q as pessoas se amavam e respeitavam mais. Não existia internet e nem globalização e por tanto os problemas não chegavam tão rápido e tão cedo em nossas vidas. Ouvia-se dizer que tinha acontecido um terremoto no Japão. Ouvia-se dizer que um rapaz foi assaltado. Ouvia-se dizer que alguém bateu o carro. Era tudo mto distante da gente, q era criança ou adolescente. E até mesmo os adultos, nossos pais, não tinham esse contato direto e imediato com tudo como é agora. E aí parecia q a vida passava mais devagar... os carros não tinham tanta potencia e não podiam correr mto e por isso íamos no banco de traz soltos, fazendo algazarra qdo viajávamos pra praia. O Natal levava mesmo um ano pra chegar...

Não podemos mais voltar no tempo, nem parar o crescimento e a velocidade da interação. E nem queremos isso, pq assim eu não teria como estar aqui escrevendo pra vcs.

Mas podemos e devemos sim manter vivo na nossa memoria tudo de bom q já passamos e aproveitar esse tudo de bom pra trazermos pros nossos filhos hj, do jeito q pudermos...











5 comentários:

  1. Tatiane Moscon Ferreira16 de abril de 2011 12:39

    Adorei!!!! Realmente não podemos voltar no tempo, mas foi maravilhoso fazer parte dele, pois pelo menos temos as boas lembranças para poder transmitir aos nossos fílhos de que como se era feliz com tão pouco. As grandes maravilhas nas pequenas coisas.
    Obs: Tenho meus papéis de carta até hoje, vamos trocar? hehehehe bj querida.

    ResponderExcluir
  2. Saudosismo pouco é bobagem....coisa boa ganhar tempo em minha vida lendo posts como esse. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Estava navegando na Internet procurando algo do Macaco Murfy ai apareceu o ínicio do seu texto, me despertou a curiosade e comecei a ler apesar de ter sido escrito em abril e hj estamos no dia 10/08/11.
    Tenho 27 anos, mas vivi tudo isso, brinquei com todos esses brinquedos... Ai que saudade que bateu, ai que vontade de voltar por meia horinha naquele tempo.
    Amo muito lembrar da minha infância, pois naquela época havia infância....

    Obrigada querida, por ter me despertado a lembrança do quanto era FELIZ... DEUS abençoe e continue escrevendo coisas super legais.

    Priscila Novaes

    ResponderExcluir
  4. NOSSA NESTE MOMENTO ESTOU CHORANDO AO ME RELEMBRAR O QUANTO FUI FELIZ POR TER VIVIDO TUDO ISSO HOJE COM 28 ANOS AINDA ME LEMBRO COM DETALHES TODOS OS MOMENTOS DA MINHA BELA INFANCIA RSRSRSRS VC FOI DEZ OBRIGADO POR ME RESGATAR ESSE SENTIMENTO DE SAUDADE E ALEGRIA...............

    ResponderExcluir
  5. êêêê!!! coisa boa qdo leio um comentário delicia assim! saber q alguem leu algo q eu escrevi e foi remetido à um tempo legal de sua vida... eu é q agradeço por vc ter passado por aqui!

    ResponderExcluir